Notícias

Vacinação em Minas imuniza quase 60% da população e reduz casos graves de covid-19

Mais de 10 milhões de pessoas completaram esquema vacinal, número que representa 58,7% de mineiros com 12 anos ou mais de idade

O estado de Minas Gerais ultrapassou, na quarta-feira (20/10), mais de 10 milhões de pessoas com 12 anos ou mais vacinadas com a segunda dose contra a covid-19 e mais de 490 mil pessoas imunizadas com a dose única.

Segundo dados do Boletim Epidemiológico publicado na data, no site da secretaria, já são 10.142.554 de segundas doses aplicadas, 490.684 doses únicas e 528.272 doses de reforço. Isso representa 58,72% do público-alvo da campanha com o esquema vacinal completo.

De acordo com a diretora de Vigilância de Agravos Transmissíveis da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Marcela Ferraz, a vacinação é a forma mais eficaz de prevenir e controlar a ocorrência de doenças, incluindo a covid-19.

“Pessoas que não completaram o esquema vacinal ficam mais vulneráveis à infecção pelo coronavírus, elevando tanto o risco individual quanto o coletivo, uma vez que, além de correr o risco de adoecer, também contribui para a circulação do vírus, que pode infectar outras pessoas vulneráveis. Portanto, só com o esquema completo é possível reduzir a transmissão e evitar a forma grave da doença”, reforça.

Ainda segundo a diretora, a SES-MG tem adotado estratégias para acelerar a imunização no estado. “Conforme as remessas de doses chegam ao estado, a secretaria organiza a logística de distribuição e repassa imediatamente às Unidades Regionais de Saúde para entrega aos municípios. Além disso, orientamos gestores municipais para realizarem busca ativa das pessoas que ainda não completaram o esquema vacinal e garantir que toda a população seja vacinada”, complementa.

É importante reforçar que, mesmo após a vacinação, deve-se seguir as recomendações sanitárias como o uso correto de máscaras, higienização frequente das mãos e evitar aglomerações.

Por: Agência Minas/Imagem: Pixabay

 

Deixe seu comentário