Notícias

Primeira dose da vacina contra covid-19 já foi aplicada em 72% das pessoas do grupo prioritário

Em Minas Gerais, 80% dos trabalhadores em saúde estão imunizados; vacinados acima de 60 anos são 56%

Com 7,9 milhões de vacinas contra covid-19 aplicadas no estado, 72% dos mineiros dos grupos prioritários já receberam a primeira dose e 34%, a segunda. A análise é da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), conforme dados do Vacinômetro disponibilizados até 11/6.

A maior cobertura é do grupo de trabalhadores em saúde. Destes, 80% estão imunizados, sendo que 100% receberam pelo menos a dose 1 (D1). Em seguida, estão os idosos acima de 60 anos, sendo 56% deles com o esquema vacinal completo e 97% vacinados com a primeira dose. O intervalo mínimo de aplicação entre as doses vai de 15 dias, para CoronaVac, até 12 semanas para Pfizer e AstraZeneca.

O avanço da vacinação também impactou positivamente nas internações e óbitos. Entre os dias 17 e 23 de janeiro deste ano, 84% das mortes eram de idosos com mais de 60 anos. No último levantamento feito pela pasta, entre os dias 30/5 e 6/6/2021, este número caiu para 46%. Os casos de internações devido ao agravamento pela doença também diminuíram nessa faixa etária no mesmo período: de 65% para 28% das internações.

A queda na proporção de óbitos e internações está diretamente relacionada ao aumento da cobertura vacinal no estado. “Um quarto dos mineiros já tomaram a primeira dose da vacina contra a covid-19”, aponta o secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Fábio Baccheretti. “A nossa meta é que, entre outubro e dezembro, todas as pessoas em Minas Gerais, acima de 18 anos, já tenham recebido pelo menos a primeira dose”.

Para acelerar a imunização da população contra o SARS-CoV-2, após o término da vacinação dos trabalhadores da educação, conforme as orientações do Ministério da Saúde, 30% das vacinadas contra a covid-19 deverão ser destinadas aos grupos prioritários e 70% para as pessoas de 18 a 59 anos.

Mesmo com o progresso na imunização, alerta o secretário, é importante que a população continue com as medidas de segurança contra a disseminação da covid-19, como uso de máscara e álcool em gel 70%, além de evitar aglomerações.

Por: Agência Minas/Imagem: Pixabay

Deixe seu comentário